Na minha opinião... por Florbela Mascarenhas

 Caros Colegas,


Face ao que tenho lido em vários comentários, no que respeita à possível existência de uma Ordem dos Professores, em boa verdade vos digo que de facto defendo a Ordem e tudo farei para que esta seja uma realidade. Para isso, temos estado a trabalhar em equipa,com a certeza de que será este o caminho.


Tenho lido vários comentários, muitos deles denotando uma total ausência de conhecimento, o que é preocupante...


Na minha opinião, a ordem teria competências entre outras, para zelar por alguns aspetos de grande relevância tais como:
-Os interesses gerais dos professores;
- a defesa e a representação dos interesses gerais da nossa profissão;
- regular o acesso e exercício da profissão ;
-conferir, quando existam, títulos de especialização;
- a elaboração e atualização do registo profissional;
- a prestação de serviços aos seus membros designadamente em relação à informação e à formação profissional;
- a participação na elaboração de legislação que diga respeito à nossa profissão;
- a participação nos processos oficiais de acreditação e na avaliação dos cursos que dão acesso à profissão , etc...


As vantagens seriam inúmeras, entre elas o reconhecimento e o prestígio público dos profissionais, a auto-organização, pois são os professores quem melhor conhecem os problemas e desafios da nossa profissão, a definição de um código deontológico que seja efetivamente aplicado e que evitaria muitos dos problemas com que nos deparamos diariamente...


Seria importantíssimo que cada um de nós conseguisse fazer uma análise construtiva e assertiva da questão em causa.


E antevendo o repúdio quase certo e habitual de alguns colegas sindicalistas, permitam-me que relembre apenas que ao contrário da Ordem, os sindicatos são associações de trabalhadores que se auto-organizam na defesa dos seus interesses sócio-Profissionais com atribuições completamente estanques e distintas das inerentes à Ordem.


Os sindicatos estão vocacionados para a defesa e melhoria das condições de trabalho e dos salários dos profissionais, podendo conceder apoio jurídico e de outra natureza sempre que necessário, desempenhando um papel importantíssimo na resolução de problemas laborais.


A Ordem e os sindicatos ou quaisquer associações sindicais que possam vir a existir têm as suas competências bem definidas e destinam-se a objetivos diferentes! Podem e devem existir em simultâneo!


Seria extremamente útil que os sindicatos tivessem consciência desta realidade para que não continuem a proferir inverdades às quais atribuo algum receio fruto das questões de que todos nós somos conhecedores.


Desejo que futuramente trabalhemos em conjunto em prole do mesmo objetivo, a dignificação da profissão de Professor .

0
0
0
s2sdefault